sábado, 8 de março de 2008

ÉS TU MULHER GUINEENSE

És tu que ao cantar do galo
Já estás em pé!
És tu que na alta temperatura
Já a criança levas ao hospital

No meu tempo estás a ser mãe
Mas já foste o berço da nossa independência
Que os homens não valorizam
E continuam fingindo guardiães

És mesmo mulher guineense!

Com lágrimas de dor
Continuas a suportar a nossa continuidade
Comprando no lumo
E vendendo no beco

Sê forte mulher guineense!

A esperança de mudança que em ti plantaste
Será por nós germinada.

De Ivo José de Barros para todas as mulheres do Mundo
(Escrito em 29 de Janeiro de 2008 por ocasião do Dia de
Titina Silá, também conhecido por Dia da Mulher Guineense e divulgado em 7 de Março para as comemorações do Dia da Mulher na Faculdade de Direito de Bissau)
Ivo José de Barros é aluno do 3º ano da FDB

Sem comentários: