sábado, 2 de maio de 2009

BANDIM I – PANOS

O mercado do Bandim é o maior mercado de Bissau. Dizemos, por graça, que no Bandim se vende tudo e é quase verdade.

Desde o primeiro fim-de-semana em Bissau (há mais de quatro anos) que vou ao Bandim com alguma regularidade. Há quem lá vá um só dia e jure para nunca mais.

É verdade muito do que possam ouvir, sobretudo sobre o cheiro. É, em muitos espaços, nauseabundo. Também há alguns assaltos mas felizmente, mesmo com tantas visitas (e a arriscar com a máquina fotográfica), tenho tido sorte.

Mas o Bandim é também o lugar mais africano da cidade: um mercado onde se vende de tudo e nada tem um só preço.

Sábado em Bissau significa quase sempre uma visita a este mercado.

O mais atractivo é, sem dúvida, os panos.

Acontece-me um pouco como com os cestos; vou comprando e depois logo se vê.

O das conchas foi o primeiro a ser comprado. Não havia toalha de mesa cá em casa, e sem ter procurado muito e sem ter visto outros que me agradassem mais, tornou-se na primeira toalha da mesa de refeições cá de casa.
Os dois seguintes, comprados em momentos diferentes, também se transformaram em toalhas de mesa, é a opção mais comum, mais prática.
Este, em que os motivos parecem uns peixinhos, deu as primeiras almofadas da sala.
Que agora foram substituídas neste motivo mais floral.
Ainda em almofadas, do João herdei algumas com este tecido.
Mas, como o tecido atingiu o limite da resistência, e porque os cortinados do escritório são verdes, estão a ser forradas com este tecido.
Hoje não resisti a estes, embora ainda não saiba que destino lhes dar.
E há mais panos aqui por casa, transformados em peças de roupa, que ficam para mostrar em breve.

7 comentários:

Mónica disse...

Saudades do Fuca e do Bandim...;)

Beijinhos Ana, e muitos parabéns pelos posts.

No bai disse...

Ai, Ana, que vontade de comprar panos... Eu também fui uma presença constante no Bandim. Dava-me gozo ir ver as novidades.
Aqui falta-nos cor!!

Beijinhos

MEB disse...

Será possível que eu até dos panos coloridos tenha saudades? Sempre os achei desafiantes.

vera disse...

tecidos e cestos também são a minha perdição !

entrefogocruzado disse...

Boas recordações além dos panos.
Obrigado Ana

Henrique

António Resende disse...

O Blogue com estes posts vai sendo enriquecido!
Parabéns Ana

andre disse...

Sou da familia dos Bandim meu nome é André luiz Bandim sou filho de Narriman Bandim estou muito feliz por ter uma familia tão linda